Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As coisas que eu gosto! E as outras...

Este é o meu espaço, nele partilho as minhas fotos amadoras, as coisas que aprendi e vou aprendendo.

As coisas que eu gosto! E as outras...

Este é o meu espaço, nele partilho as minhas fotos amadoras, as coisas que aprendi e vou aprendendo.

25.02.20

"Mais chão público por favor"

Ana Bonifácio

Miluem

MVIMG_20200224_153310_1582673752636.png

 

Já tinha mencionado que na deslocação da parvalheira até à cidade de Leiria, tinha visitado a Galeria do antigo Banco de Portugal (BAG)

Neste momento estão patentes duas exposições:

- Uma na "Project Room" com o nome, "Mais chão público por favor" da artista Ana Bonifácio, que ocupa duas salas no r/c,

- Outra sobre a vida e obra do Arquiteto Ernesto Korrodi autor do próprio edifício.

 

IMG_20200224_155111_1582673938972.png

Gostei muito da exposição de Ana Bonifácio, que não conhecia, gostei muito do elemento central da exposição ser o centro da flor da Magnólia. (estava a escrever com tanta certeza e agora fui invadida por um medo terrível de estar a dizer um grande disparate!)

IMG_20200224_155150_1582673973728.png

MVIMG_20200224_153351_1582673814048.png

MVIMG_20200224_153329_1582673789069.png

Visitem e digam se estou a dizer um disparate, a exposição é muito bonita  e a entrada é gratuita.

 

25.02.20

Castelo de Leiria

Encerrado para obras: - Dias de visitas guiadas - Site com sugestões de locais a visitar em Leiria

Miluem

IMG_20200225_125615_1582635716510.png

IMG_20200225_125957_1582635746983.png

Já falei aqui que está a ser construído um elevador, ou algo que terá a mesma função, da Sé Catedral até ao Castelo.

 

Também sabia que havia obras, na Igreja da Pena que fica no seu interior.

 

Vi agora que as obras são mais extensas e estará encerrado até Abril de 2021.

 

Se vem a Leiria com intenção de visitar o Castelo, é melhor vir num dos dias das visitas guiadas programadas, senão fica a olhar para a porta.

"Visitas guiadas às obras

As vistas guiadas gratuitas aos trabalhos vão decorrer aos sábados, das 10 às 11, nos dias  (...)

28 março,
30 maio,
27 julho,
26 setembro e
28 novembro de 2020,

de modo manter o contacto entre o Castelo e a população, mas de forma segura e controlada."

 

Contactos para fazer a inscrição nas visitas:
Tel.: +351 244 839 670
E-mail: castelo@cm-leiria.pt

https://www.cm-leiria.pt/pages/617?news_id=3669

https://m.facebook.com/castelodeleiriaoficial/

 

IMG_20200225_132613_1582637232726.png

Enquanto o Castelo está em obras, há muitas outras coisas para ver em Leiria (eu como estava na cidade fui ver a Galeria de Exposições no Edifício do antigo Banco de Portugal, a entrada é gratuita)

 

No site abaixo existem informações, mapas, sugestões de locais a visitar e  roteiros de visitas, para não andarmos à toa e pior, andar a ver, mas não sabemos o quê (o chamado de "um burro a olhar para um palácio") que já me aconteceu tantas vezes...

 

https://www.visiteleiria.pt/

 

08.02.20

Quem foi Artur Loureiro?

Miluem

IMG_20191102_101028_1581112421413.png

Artur Loureiro, Mestre Pintor

 

Encontrei a homenagem quis saber quem era o homenagiado e procurei a sua história e obra.

 

Wikipédia: Auto-Retrado de Artur Loureiro

 

Artur José de Sousa Loureiro nasceu na Rua do Bonjardim, no Porto, a 11 de Fevereiro de 1853. Era filho de Francisco José de Sousa Loureiro e de Guilhermina Luísa Soares Ribeiro e irmão do Urbano José de Sousa Loureiro, jornalista e escritor.

 

Começou a estudar desenho e pintura com o mestre e amigo António José da Costa, tendo depois ingressado na Academia Portuense de Belas Artes, onde continuou a sua aprendizagem com João António Correia.

 

Em 1873 concorreu ao pensionato em Paris, do qual viria a desistir em favor de Silva Porto. Em 1875 voltou a concorrer a pensionista, desta vez para Roma, rivalizando com Malhoa e ficando empatado com o seu oponente. A prova foi anulada, mas Artur manteve a viagem com o patrocínio de Delfim Guedes, futuro conde de Almedina, seu patrono. Na capital romana ingressou no Círculo Artístico, em 1876.

loureiro---campina-romana-fit-555x300-6.jpgCampina romana , 1878 - Artur Loureiro

Em 1879 o artista voltou a candidatar-se a bolseiro em Paris, juntamente com Columbano, ficando classificado em primeiro lugar. Na capital francesa viveu no Quartier Latin e frequentou a École des Beaux-Artes, onde foi discípulo de Cabanel.


Durante este período expôs no Salon parisiense (de 1880 a 1882), ao lado de artistas como Marques de Oliveira, Silva Porto, António Ramalho, Sousa Pinto, Columbano e João Vaz, e na Galeria Goulpil, em Londres. Teve tempo para se apaixonar, ligando-se sentimentalmente a uma australiana, Marie Huybers, que retratou no quadro O Descanso do Artista e com quem veio a casar e ter filhos, um rapaz e uma rapariga.

loureiro---o-repouso-da-artista-fit-555x372-6.jpgO repouso da artista , 1882 - Artur Loureiro

 

 

The Spirit of the New Moon de Artur Loureiro (1888)

 

Em 1884, fisicamente debilitado, emigrou para a Austrália, fixando-se em Melbourne. Nesse lado do mundo, integrou, com outros 8 artistas, a Australian Art Association (1885) que, depois, se fundiu com a Victorian Artist’s Society (1888); lecionou Desenho na Presbyterian Ladies Academy; vendeu obras aos endinheirados patronos locais; recebeu prémios; integrou júris; foi Inspector da Galeria Nacional da Cidade de Vitória e teve dois seguidores: Constable e Mrs. Melba.


A sua obra teve reconhecimento internacional. Ficaram famosos os quadros A Visão de Santo Estanislau de Kostka, que obteve a Medalha de Ouro da Galeria Nacional; a obra Os Tigres, que, em Londres, alcançou uma Medalha de Ouro e foi adquirida pela Galeria Sanderston; o retrato de Alderman Stewart da Câmara de Melbourne; os painéis decorativos de uma casa particular, intitulados As Quatro Estações, Íris e A Cruz do Sol; o Santo António da Catedral de Melbourne; e A Morte de Burke que, em 1889, recebeu a Medalha de Ouro na Exposição Internacional de Londres.

loureiro--anvers-sur-oise-fit-555x447-6.jpgPaisagem (Auvers-sur-Oise) , c. 1883 - Artur Loureiro

 

No início do século XX regressou em definitivo ao Porto, empenhando-se no fomento das artes. Na sua cidade natal montou, então, um atelier-escola, numa ala do já desaparecido Palácio de Cristal, o qual se tornou um espaço de referência, procurado por aspirantes a artistas e admiradores do pintor. Aí ensinou, pintou e expôs.


Nesta fase, expôs na Sociedade Nacional de Belas Artes, em Lisboa (1920), na Galeria da Misericórdia do Porto (1923) e no Salão Silva Porto (1929), na cidade Invicta. Um auto-retrato do pintor apresentado neste último certame foi comprado pelo prestigiado Museu dos Uffizi, de Florença.


Em 1932 tornou-se membro da Ordem de Santiago.

loureiro---cena-rustica-brolles-fit-555x381-6.jpgCena rústica (Brolles) , 1882 - Artur Loureiro

 

 

An Autumm morning de Artur Loureiro (1893)

Morreu em Terras de Bouro, a 7 de Julho de 1932, local para onde se deslocara com o intuito de pintar. Antes dessa data já haviam falecido a sua primeira mulher e o seu único filho, este último vítima da I Guerra Mundial. Sobreviveu-lhe a segunda mulher, Elisa Fernanda de Sousa Pires, com quem casara a 19 de Junho de 1918.


Em 1953 comemorou-se o centenário do nascimento deste grande pintor naturalista, especializado na paisagem, na figuração animalista e no retrato.


Obras suas integram o espólio de museus portugueses e estrangeiros como o Museu de Évora, o Museu do Chiado, em Lisboa, o Museu Nacional de Soares dos Reis, no Porto, o Museu Grão Vasco, em Viseu, a Galeria de Sanderstan e a Galeria Nacional de Melbourne.


(Universidade Digital / Gestão de Informação, 2009)

Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado -- Biografia e algumas obras - http://www.museuartecontemporanea.gov.pt/pt/artistas/ver/18/artists

Universidade do Porto - Antigos Estudantes Ilustres da Universidade do Porto  -- Artur Loureiro - https://sigarra.up.pt/up/pt/web_base.gera_pagina?p_pagina=antigos%20estudantes%20ilustres%20-%20artur%20loureiro

 

1799844_0.jpg

Artur Loureiro  - "O Pão Político" 1924

 

IMG_20191127_151806.jpg

IMG_20191127_151820.jpg

IMG_20191127_152114.jpg

IMG_20191127_152210.jpg

IMG_20191127_152333.jpg

http://hemerotecadigital.cm-lisboa.pt/

11.10.19

Camilo Castelo-Branco "Amor de Salvação"

Miluem

res-2019-p_0011_11_t24-C-R0150.jpg

P. f. clique  na imagem para ler o livro.

 

"Triptofano

Por falar em Camilo já leste alguma vez o livro dele chamado Amor de Salvação?"

 

Sr Aminoácido, eu não lhe respondi que ia ler em versão original?

 

Não se preocupem, não é um livro pirateado ou digitalizado ilegalmente.

 

top_left.jpg

Este livro pertence à Biblioteca Nacional de Portugal e é de Domínio Público.

 

bnd-logo.jpg

Foi digitalizado pela Biblioteca Nacional Digital para PDF ( e se não me falha a memória para 2 outros formatos) e pode ser feito o seu download gratuito.

 

02.06.19

Roteiro da Judiaria de Leiria - Museu de Leiria

Miluem

Este é o terceiro e último poste sobre

o Museu de Leiria e as suas Exposições.

P_20190515_131450_SRES.jpg

P_20190515_131717_SRES.jpg

 

Sala de exposição permanente

P_20190515_131812_SRES.jpg

P_20190515_132505_SRES.jpg

P_20190515_132005_SRES.jpg

Breve apresentação do CasteloP_20190515_132558_SRES.jpg

 

Arte Sacra

P_20190515_133412_SRES.jpg

Santa

Oficina da Região de Leiria   -   Calcário com vestígios de policromia.

Proveniência: Mosteiro de Santa Maria da Vitória, Batalha.

P_20190515_132727_SRES.jpg

Calvário

Atribuído a Diogo de Contreiras, c. 1540/1545 - Óleo sobre madeira

Proveniência: Convento de São Francisco, Leiria

P_20190515_133245_SRES.jpg

Maquineta com Menino Jesus

Escola Portuguesa, séc. XVIII 

Madeira dourada e policromada, cortiça, tecido e papel.

Proveniência: Paço Episcopal de Leiria

P_20190515_133611_SRES.jpg

 

Mapa de localização do Museu

Museu Leiria.jpg

 

Edição a 25.10.2019

Tive conhecimento que a entrada no Museu passou a ser paga, excepto no primeiro Domingo de cada mês.

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Calendário

Fevereiro 2020

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.