Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As coisas de que eu gosto! e as outras...

Bem-vind' ao meu espaço! Sou uma colectora de momentos e saberes.

As coisas de que eu gosto! e as outras...

12.09.21

Sortelha, Sabugal @ Lendas de Portugal - A lenda do Beijo Eterno

Miluem

SortelhaCastle.jpg

Foto: Wikipédia - Pedro Dias

 

A lenda do Beijo Eterno

 

Aqui se conta a história da maldição que uma mãe lançou sobre o amor proibido vivido pela sua filha. Em Sortelha, ainda hoje podemos ver os dois amantes.

 

Em tempos que já lá vão, vivia no Castelo de Sortelha, entre montes e fraguedos, um alcaide cristão casado com uma dama que se dizia possuidora de artes de magia. Se para o bem ou para o mal, não se sabe, porque há sempre, nestas histórias, retoques que nos confundem.

 

Tinha o casal uma filha donzela de cuja formosura se falava em toda a região. Sem falta de pretendentes, estava já prometida em casamento a outro alcaide da zona.

 

Os tempos eram de guerra e estava o Castelo cercado pelos mouros. Tempos difíceis.

 

A jovem fenecia entre muralhas, vagueando perdida nos seus pensamentos. Aos poucos, entre idas e vindas, começou a olhar com atenção o príncipe mouro. E assim se apaixonou.

 

E, porque nestas coisas de guerra e religião, não param de bater os corações, também do outro lado da muralha, o cavaleiro já admirava a linda figura que o atraía entre as voltas do cerco.

 

Pouco a pouco, e porque, em segredo, outros os ajudavam, conseguiram trocas mensagens e presentes, amenizando a triste situação em que se encontravam.

 

Mas a mãe da donzela, fada ou bruxa, vigiava. Assim, soube que certa noite, os apaixonados se iriam encontrar pela primeira vez junto à porta da muralha.

 

Segue a mãe a sua filha e, destroçada, encontra-a junto do amado, beijando-se. Ergue então o braço como se o abatesse sobre o casal enlaçado. E este desaparece, deixando apensa no local dois penedos.

 

Desaparecido o chefe dos mouros, estes destroçaram, retirando o cerco ao castelo. E o alcaide, desgostoso pela perda da filha, retirou também do recinto com um grupo de gente fiel, fundando uma nova povoação no fundo do vale.

 

DSC_0292.jpg

 

Aos dois penedos que ficaram, como memória desta história, chama ainda o povo, as Rochas do Beijo Eterno.

 

Nas Rochas do Beijo Eterno

No Castelo de Sortelha

 Cristã e mouro se beijam

Por sortilégio da velha…

 

 

Fonte: https://portugaldelesales.pt/lenda-beijo-eterno-sabugal/

2a Foto: 

Guia Para Visitar A Aldeia Histórica de Sortelha - https://adescobertapelomundo.blogspot.com/2020/08/a-aldeia-historica-de-sortelha.html?m=1