Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As coisas de que eu gosto! e as outras...

Bem-vind' ao meu espaço! Sou uma colectora de momentos e saberes.

As coisas de que eu gosto! e as outras...

19.05.22

Sacorelhe, Vouzela, Viseu @ Lendas de Portugal - Lenda de São Domingos

Miluem

1593775506.jpg

Capela de São Domingos, Sacorelhe

 

Contam os antigos, que há muitos séculos atrás, São Domingos veio para Sacorelhe e que por ali viveu, na zona perto da floresta, a que chamam o "Lameirão".

Os populares tinham uma grande estima por São Domingos, de tal modo que, após o seu falecimento, construíram uma pequena estátua em pedra em sua representação e memória.

unnamed (1).jpg

Por ser conhecido como um santo milagreiro, conta-se que os habitantes de Vasconha, uma povoação das proximidades, na freguesia de Queirã, queriam levar São Domingos para a sua povoação.

Por isso, cada vez que as mulheres de Vasconha vinham ao "molho" para a zona de Sacorelhe, escondiam o São Domingos no meio do molho a fim de o levarem para Vasconha.

No entanto, São Domingos, que era levado pelas mulheres, bem escondido no meio da erva, acabava sempre por regressar a Sacorelhe sozinho, sem que ninguém soubesse explicar esse mistério.

A lenda de São Domingos é uma das mais populares na freguesia de Ventosa, mantendo-se viva na memória do povo, que assegura que no Lameirão, por onde andava São Domingos, ainda se podem encontrar as ruínas da sua sepultura e do púlpito onde pregava.

Relatam também que foram feitas diversas tentativas para retirar o púlpito do local, sem que, até hoje, alguém tivesse conseguido concretizar a sua retirada.

 

A Direção Geral do Património Cultural realizou escavações no local denominado Lameirão e classificou a estrutura ali existente como uma sepultura rupestre, da alta idade média. Segundo Marques (2000) *, trata-se de uma "campa antropomórfica, com cabeceira em arco de volta perfeita, 1,70 m de comprimento, 42 cm de largura máxima e está orientada a 50º. (…) Segundo informação oral, junto à casa da guarda-florestal, a cerca de 20 m da sepultura, foram identificadas telhas e pedra aparelhada, que de acordo com a tradição popular estariam relacionadas com uma igreja dedicada a São Domingos“.

 

A lenda perdura e, atualmente, no lugar de Sacorelhe, encontra-se uma Capela construída em honra de São Domingos, localizada num largo ao qual foi igualmente dado o nome do santo. Trata-se de uma capela em pedra, com uma só nave e um campanário (torre com sinos).

A Capela não se encontra permanentemente aberta a visitantes, contudo é possível agendar uma visita mediante contacto prévio.

Anualmente, abrem-se as portas para acolher as festas em honra de São Domingos, a 4 de agosto. 

 

Fonte: Vouzelar – Associação de Promoção de Vouzela in https://ms-my.facebook.com/vouzelar/posts/1143916432435963

 

Créditos:

Fonte:  https://www.freguesia-ventosa.pt/historiaslendas

Fotos: https://www.freguesia-ventosa.pt/patrihistcultural

https://ingress-intel.com/portal/capela-do-sao-silvestre-de-vasconha/

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.