Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As coisas de que eu gosto! e as outras...

Bem Vind' ao meu espaço! Sou uma colectora de momentos e saberes.

As coisas de que eu gosto! e as outras...

07.12.20

S. Jorge, Porto de Mós @ Lendas de Portugal - Lenda da Bilha de S. Jorge

Miluem

http://static.blog4ever.com/2011/04/481789/big_artfichier_481789_1481563_201211242621267.gif

 

Lenda da Bilha de S. Jorge

 


Estávamos em 14 de Agosto de 1385, decorria a Batalha de Aljubarrota.

 

O exército de D.João I de Portugal e o Rei de Castela, combatiam entre si num dia solarengo.

 

A Batalha fora decidida pelo Rei de Portugal, apesar de ir contra a vontade da nobreza e do exército.

 

O Exército de D.João I era constituído por 7000 portugueses e o exército do Rei de Castela continha 30000 castelhanos.

 

Ainda pediram auxílio a Inglaterra mas não chegariam a tempo.

 

525px-Azulejos_Parque_Eduardo_VII-2.jpg

Painel de azulejos pintado por Jorge Colaço (1922) representando um episódio da batalha de Aljubarrota. No Pavilhão Carlos Lopes, Lisboa, Portugal.

 

Chegado o dia da Batalha, ambos os exércitos encontravam-se frente a frente num dia cheio de sol. O seu maior medo não era o exército inimigo mas sim a sede.

 

Mandou Antão Vasques procurar água, o que naquele momento seria uma tarefa muito díficil.


Lá foi então Antão Vasques andando quilómetros, cavalgando o seu cavalo . Ele já tinha andado muito e já começava a desesperar.

 

Como que num vislumbre de memória e fé, desceu do seu cavalo e rezou e pediu com muita força ao seu anjo da Guarda que o ajudassse e lhe mandasse água naquele momento que ele mais precisava. Até que algo maravilhoso aconteceu.

 

Subitamente, num instante seguinte, como que um anjo caído do ceú, uma camponesa apareceu e debaixo do braço trazia uma bilha de àgua. Mas era uma bilha de água diferente. Quanto mais se bebia, mais água aparecia lá dentro.

 

Era uma água que iria saciar a sede do Exército de Portugal e também renovar todas as suas forças.

 

Os Castelhanos decidiram então atacar, pensando que os portugueses estariam muito cansados. Mas surpreendentemente os soldados aguentaram-se e e depois de terem bebido daquela água que lhe deu toda a sua força e os fez recuperar do cansaço, atacaram os castelhanos e venceram-nos.

 

https://www.municipio-portodemos.pt/thumbs/cmportomos/uploads/poi/image/320/capela_sra_da_vitoria_s_jorge_calvaria_de_cima_tu_13_1_1024_2500.JPG

 

Depois de esse enorme feito para Portugal, O Condestável mandou construir no local onde tinha aparecido a camponesa, uma capela que iria ter o nome de Capela de S. Jorge.

 

Nos dias de hoje, ainda se encontra lá uma bilha para quem passe lá e se encontre cansado, poder beber.

 

05d5edfa0fd861e47e50e60a53fb3744.jpg

 

Também desde esse dia, o Padroeiro do Exército português passou a ser S. Jorge.

 

 

Fonte:
http://theenlessinvisible.blogspot.com/

Fotos:
www.municipio-portodemos.pt
http://www.patrimoniocultural.gov.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/70103/
http://raizonlinenoticias.blogspot.com

 

1 comentário

Comentar post