Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As coisas de que eu gosto! e as outras...

Bem-vind' ao meu espaço! Sou uma colectora de momentos e saberes.

As coisas de que eu gosto! e as outras...

09.01.21

Mirandela @ Lendas de Portugal - Lenda da Flor que nasceu na Lama

Miluem

flower-5170924_960_720.jpg

Lenda da Flor que nasceu na Lama

 

No volume I de "Lendas de Portugal" de Gentil Marques, página 383 e seguintes vem registada em pormenor uma lenda que mostra a origem do nome de Lamas de Orelhão, freguesia de Mirandela, como vimos.

 

Diz o seguinte resumidamente:

 

Havia dois irmãos, um rapaz e uma rapariga que viviam em Trás-os-Montes, mas que ninguém sabia donde tinham nascido.

 

Ela era jovem e bonita. Ele mais velho mas com muita sabedoria que deixava as pessoas embaraçadas.

 

O passatempo preferido deles era andar pelos campos falando das coisas do Céu e namorando as coisas da Terra.

 

O Rei Mouro que governava aquelas paragens quis conhecê-los e foi ao encontro deles sem se aperceberem.

 

Trocaram palavras, ficando ela a desconfiar desse  Cavaleiro que lhe  dirigia elogios, mas que não gostava que lhe falassem em Deus.

 

Ele ficou a saber que os dois irmãos o tinham por tirano (ao Rei Mouro), porque "foi por ordem desse tirano que mataram nossos pais" diz o irmão.

 

O cavaleiro deixou os mas não se afastara dali. E, em plena noite raptou a moça "que era tão bonita, tão fresca, que faz entoitecer o coração de qualquer homem", como dizia o cavaleiro.

 

Este levou a até uma pequena comba convencido de que ali ficava em segurança. Só que, de repente, não consegue ver a linda jovem e amaldiçoa a feitiçaria, gritando alto.

 

Quando o irmão acordou ficou aflito, e foi à procura da irmã. Pelos gritos deu com o cavaleiro no fundo da pequena comba.

 

Lutaram os dois tendo o cristão descoberto que o cavaleiro era o próprio rei mouro. Este levava a melhor e, nesse momento, aparece a irmã. O irmão acabou de morrer ali mesmo.

 

O rei avançou para a jovem, enraivecido.

 

Só que ela diz lhe "Nem mais um passo"... " Se derdes um passo mais... ficareis atolado nesse lodo que está em vossa frente ".

 

Era lodo o que o rodeava.

 

Mesmo assim consegue decapitar a moça cristã... Depois, para esconder o crime que cometera afogou nesse lodo o corpo decapitado da jovem e o cadáver do o irmão.

 

Convencido de que ninguém descobriria o crime, desapareceu.

 

Só que alguém assistira à cena, pois no dia seguinte, gente que foi ao lameiro para recolher os corpos, viu que no lodo nascera uma flor lindíssima, viçosa e pura...

 

A notícia espalha-se de terra em terra, e, como se tinha passado numa pequena comba perto de uma terra que se chamava Orelhão, naquele sítio passou a ser conhecido por Santa Comba das Lamas de Orelhão.

 

O povo encarregou se de santificar a jovem que morreu sacrificada às mãos bárbaras e sanguinárias do rei mouro.

 

https://www.cm-mirandela.pt

Foto: Pixibay

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.