Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As coisas de que eu gosto! e as outras...

Bem Vind' ao meu espaço! Sou uma colectora de momentos e saberes, gosto de os partilhar por imagens e ou palavras.

As coisas de que eu gosto! e as outras...

25.02.20

Leiria @ Lendas de Portugal - As três portas da Sé

Miluem

IMG_20200224_155719_1582587944524.png

Foto: O que se pode arranjar

https://miluem.blogs.sapo.pt/deram-me-cabo-das-fotos-para-a-lenda-304179

 

 

As três portas da Sé


Era uma vez ... em tempos já muito antigos, vivia em Leiria um senhor muito rico e muito poderoso, e muito avarento, que não sabia como guardar as suas riquezas, os seus tesouros.

 

E passava ele dias e dias, noites e noites, a cogitar a maneira de os ladrões lhe não roubarem os seus tesouros.

 

Como fazer? Como não fazer?

 

Até que um dia se lembrou de abrir três longos túneis e ao fim de um deles colocar o muito ouro e a muita prata e as muitas pedras preciosas que tinha e que constituíam imenso tesouro, como até então nunca se vira.

 

E assim fez.

 

Mandou abrir três subterrâneos, ali, no sopé do monte onde hoje está construído o castelo, e deixou as suas riquezas ao fim de um deles.

 

Seguidamente mandou-os tapar com três portas de alvenaria e fez constar que em uma delas estava o seu tesouro, mas em outro estava a fome e no terceiro a peste.

 

Assim criou um ambiente de medo de verdadeiro terror, que evitou que os ladrões lhe fossem roubar as suas imensas riquezas.

 

E o homem, rico e poderoso, passou a dormir descansado. As três portas ainda hoje se vêem no muro, ao pé da Sé de Leiria, e passaram a ser conhecidas por "As três portas da Sé."

 

(in Anais do Município de Leiria, João Cabral)

SÉ CATEDRAL DE LEIRIA

 

Texto em mp3

 

A Sé de Leiria foi construída em 1559, ao tempo do segundo bispo de Leiria, D. Frei Gaspar do Casal, e sob a responsabilidade do Arquiteto Afonso Álvares.

As obras ficaram concluídas em 1574, ano em que nasceu o Poeta Francisco Rodrigues Lobo.

Apresentando uma arquitetura algo severa, de estilo maneirista e barroco, este imponente templo filia-se nas igrejas-de-salão como as sés de Portalegre e Miranda do Douro.

Apersonagem de Eça de Queiroz, o Padre Amaro era o seu pároco e queixava-se do seu estilo frio e jesuítico.

O Poeta Acácio de Paiva foi aqui batizado, brincou quando criança no adro e celebrou na Sé o seu casamento com D. Constança Correia.

 

https://www.cm-leiria.pt/pages/373

 

1 comentário

Comentar post