Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As coisas de que eu gosto! e as outras...

Bem-vind' ao meu espaço! Sou uma colectora de momentos e saberes.

As coisas de que eu gosto! e as outras...

25.01.22

Arruda dos Vinhos, Lisboa @ Lendas de Portugal - O Demónio do Pinhal do Álamo

Miluem

article_65657.jpg

O Demónio do Pinhal do Álamo

 

Num dos limites do concelho de Arruda com o de Alenquer, existe um pinhal que o povo diz ser assombrado por demónios.

 

Certo dia, um jovem, quando regressava a casa do “balho” no Lugar da Serra, teve de atravessar o pinhal de madrugada.

À medida que percorria o caminho no meio do mais absoluto breu, viu no chão duas carreiras de pedrinhas alinhadas e reluzentes que o conduziam a uma pequena clareira.

Movido pela curiosidade, seguiu a luz das pequenas pedras até chegar junto de um cabrito branco, com aspeto frágil e delicado, e que se ofereceu sem resistência às suas festas. Pegou no animal e levou-o para casa.

Quando entrou a porta com o cabrito branco ao colo, a mãe, olhando para o animal, benzeu-se e exclamou:

- Cruzes! Um cabrito tão branco, perdido no pinhal a uma hora destas só pode ser obra do Demónio!

O cabrito, saltando do colo do rapaz, desapareceu com um grande “estoiro” pelo buraco da chaminé e respondeu:

- Em cima de ti caguei e em cima de ti mijei!

O rapaz nunca mais foi ao “balho” do Lugar da Serra e nunca mais atravessou o pinhal do Álamo que ainda hoje, se diz, ser povoado por demónios.

 

Créditos:

Fonte: http://www.cm-arruda.pt/lendas-locais

Foto: https://www.mundoportugues.pt/2017/10/26/65657/