Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As coisas de que eu gosto! e as outras...

Bem-vind' ao meu espaço! Sou uma colectora de momentos e saberes.

As coisas de que eu gosto! e as outras...

08.02.21

A água e as supertições populares

Miluem

800px-Fonte_Santo_Adriao_(2).JPG

Fonte de Santo Adrião, Braga

 

– Não é bom beber água de noite, porque ela está a dormir, e se não puder deixar de beber-se bata-se para a acordar e não fazer mal (Óbidos e Mangualde).

 

Também em Carviçais, Moncorvo, se diz que a água dorme de noite, e em Baião, quando alguém tem sede de noite e quer beber água, é necessário deitar uma pinga fora e diz-se:

«Acorda, água, que eu também já acordei!»

«Vamos pelo que diziam os antigos»!

 

O mesmo se faz na Beira Baixa, como se vê um trecho de Nuno de Montemor:

«- Para se beber, é preciso acordá-la primeiro.

– E como se acorda?

O velho serrano aproximou-se da cantarinha batendo três vezes no cântaro com os dedos nodosos.

– É assim… - ensinou.

E sacudindo a água verteu-a no copo confiadamente.

– Agora pode bebê-la à vontade…»

 

– Em Óbidos (Peral) afirma-se que a água é corredia. Bebendo-a de bruços, à noite, a gente levanta-se com o Inimigo (Carviçais, Moncorvo).

 

– Bebe sangue quem num charco bebe por cima; se for por baixo, bebe matéria (Elvas; informação de António Tomás Pires).

 

– Não dão maleitas a quem bebe água por uma brecha (mina) nova de água (Cinfães).

 

– Quem urina num rego de água urina a fortuna.

 

– Se a água está fria quando se bebe, diz-se que não adivinha outra, i. é, não choverá (Elvas; informação de António Tomás Pires).

 

https://folclore.pt/supersticoes-relacionadas-com-a-agua/

https://pt.wikipedia.org/wiki/Fonte_de_Santo_Adri%C3%A3o

 

1 comentário

Comentar post