Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As coisas de que eu gosto! e as outras...

Bem Vind' ao meu espaço! Sou uma colectora de momentos e saberes, gosto de os partilhar por imagens e ou palavras.

As coisas de que eu gosto! e as outras...

09.06.19

Divagando - Tico e Teco à mesa do café

Miluem

IMG_20190609_092606.jpg

 

Hoje vou tentar divagar sobre a Intolerância que a sociedade continua a demonstrar para com quem está fora, por uma margem grandita, do que é considerado “Ideal de Beleza”.


Ideal esse que foi fabricado pelo marketing de grandes empresas que se uniram para criar um “Mega-Mercado” de Produtos e Serviços que incutem a ideia que todos podem ter o “corpo perfeito” (seja lá o que isso fôr).
 

O “perfeito” muda conforme vão mudando os interesses económicos de quem o promove, já foi o famoso 86-60-86.
 

Depois, com o aparecimento e moda dos implantes de silicone nos seios, passou para algo parecido com 120-60-86.
 

Entretanto veio a loucura dos implantes de silicone em glúteos, a avaliar por algumas imagens o “perfeito” deve ir nos 120-60-150 ...
 

Há uma indústria de Turismo criada à volta da Cirurgia Estética, com pacotes de viagem + operação  (em sítios mais que duvidosos) a preços da uva mijona, as pessoas estão a plastificar-se, a criar personagens, se lhe chegam um fósforo, nem quero ver...
 

Este mercado está assegurado e em franca expansão, por isso é preciso procurar outro/s.
 

O Marketing das grandes empresas, começou então a reparar na atenção que Salma Hayek, Sofia Vergara, Eva Mendes, Ashley Graham e Tess Holiday e outras atrizes Latinas e as modelos plus size com as suas curvas despertavam, não só nos homens, mas nas mulheres mais “cheiinhas”, que não se reviam nas modelos (a maior parte delas tamanho xxs) e nas roupas que até aí a Indústria da moda lhes apresentava como sendo o look perfeito e único para a mulher elegante.
 

Para a Indústria de Moda escancararam-se as portas de um mercado com poder de compra que até então negligenciou.
 

Como em Marketing tudo tem um nome e um público alvo, surge a “Mulher Real”.
 
 

“Mulher Real” que nos spots publicitários e revistas, surge tão forte como produto que está a vender, tal a avidez pela conquista do mercado...
 

Mas vou voltar ao meu assunto (corpos considerados menos perfeitos ou fora dos padrões
estabelecidos), depois de uns apartes e de uns pontapés na gramática!


Todos estes avanços são lindos nos media, mas na "vida real" quem é mais redondinho, sabe que a mentalidade de muita gente ficou presa algures na Idade Média, ou quiçá ainda antes, existe inclusivé uma fobia chamada "gordofobia".


Se para muitas pessoas passar na rua por um gordo/magro, alto/baixo, verde/amarelo é indiferente, ainda há outras que parece que o resto do dia não lhes corre bem se não disserem a piadinha de mau gosto do costume,
 

- coitada/o tão gorda/o,
- é bonitinha/o de cara, mas olha para aquelas...
- ao que as pessoas se deixam deixar...
- tão gorda/o e ainda está a comer...
 

Já é tempo de respeitarmos os outros como gostamos de ser respeitados.
 

- Há quem tenha excesso de peso por opção própria, porque tem direito de o fazer.
 (Não estou a analisar o fator saúde esses é outro assunto, é muito sério e a pessoa deve ponderar bem a sua decisão em conjunto com o seu médico assistente.)
 

- Há quem tenha excesso de peso devido a variadíssimos fatores e sofra muito com isso.
Sofrimento físico e psicológico, que leva ao isolamento, medos e depressões profundas e suicídio.
Quanto mais deprimidas e isoladas as pessoas estão, mais comem, logo mais engordam, torna-se um ciclo difícil de quebrar.
 

Existem grupos de apoio, para todo os tipo de casos/problemas, mas nem todas as pessoas são iguais.
 

Os cavalos selvagens gostam de cavalgar em cavalaria, os tigres são solitários...


Somos todos diferentes... e depois???
 

Se o mundo fosse todo cor de burro quando foge no seu tom mais escuro, olhem o dinheiro que a gente gastava em luz!!!!!!!
 
 
07.06.19

Tico & Teco @ AT

Miluem

"A direção de Finanças do Porto, que tem sido alvo de polémica depois de terem sido noticiadas as operações stop para cobrar dívidas, tem desde 2017 uma equipa secreta para vigiar, seguir e fotografar suspeitos de crimes fiscais.

...

A equipa é composta por um coordenador, ex-perito da Polícia Judiciária, e sete inspetores tributários, que levam a cabo vigilâncias, seguem pessoas e recolhem imagens que possam revelar sinais exteriores de riqueza.

..."

 

 

 

Tico & Teco

 

As AT não pode ser naba ao ponto de não saber quem eles são!!!!

 

Em vez de andarem a fotografá-los para mais tarde recordar, cacem-nos!!

 

Não os apanham porque, na sua grande maioria, são "cães grandes" (não pretendemos ofender quaisquer patudinhos como nós) que têm muitos conhecimentos e dinheiro, e dá muita dor de cabeça mexer neles.

 

Na questão das fotos, ao menos podiam ter tido a decência de nos avisar com antecedência para pormos o lacinho da missa.

 

Já viram se por acaso aparecemos no cantinho de alguma todos desgrenhados? Quiçá ainda com o resto da alface presa nos dentes?

 

Já não nos bastava a foto à refugiado detido por embriaguez do cartão do cidadão, não???

 

Ora bem .... a Miluem desde 2017 até agora deve ter ido umas 2 ou 3 vezes ao Porto, pode ser ficado numa pontinha das fotos... onde será que elas se podem ver?

 

Fotos em operação ilegal .... tiradas sem licença .... uso abusivo de imagem .... se calhar ainda dá para o IMI e o IUC da Miluem dos próximos 3 anos (também casa e carro de pobre não é grande coisa) o que dava uma ajudinha.

 

 

 

  

Desabafos Suas Excelências - Comentários - Tico & Teco

 

 

 

"É fácil não gostar daqueles que cobram impostos. Tenho muita confiança na AT, nos dirigentes e nos trabalhadores."

António Mendonça Mendes

Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais

 

 

Tico & Teco

 

Não adoramos quem cobra impostos, verdade seja dita!

 

Mas sem dinheiro o país é um prego a afundar-se (já assim é...)

 

Agora têm que os cobrar ao

 

- Sr. Fulano, que é primo do Sr. Cicrano, que é conhecido do Sr. Carnide (que é bom homem) que tem um tachito na área governativa do país

 

da mesma maneira que os cobram à Miluem que tem a rua para passar e pouco mais, e se se atrasar nos pagamentos está frita.

 

 

 

"O secretário de Estado diz que não existem "equipas secretas" no Fisco, mas admite que há uma auditoria em curso. "A minha expectativa é que a atuação tenha sido de acordo com a lei". "

 

 

Tico & Teco

 

- Se não existem equipas secretas, para que vão gastar dinheiro na auditoria à procura delas?

 

- Se elas são mesmo secretas, como é que as vão encontrar?

 

 

06.06.19

É proibido deitar fora...

Miluem

IMG_20190606_212242.jpg

 

... os pézinhos das cerejas.

 

 

São muito bons para fazer chá para combater as infeções urinárias, mesmo quando já há formação de pedrinhas.

 

São também diuréticos pelo que ajudam nos problemas com a retenção de líquidos.


Para os secar fazer como para as restantes plantas, lugar escuro e arejado e espalhar bem os pézinhos em cima de papel para absorver as humidades.

 

 


Notas muito importantes:

 

Quem toma medicamentos regularmente, tem que ter cuidado com os chás homeopáticos, pois podem provocar interações medicamentosas.

 

Deve por isso consultar o seu médico de família ou farmacêutico antes de os tomar.

 

24.05.19

Divagando - outra vez

Miluem

IMG_20190524_090131.jpg

Todos os dias observo os bens públicos nas ruas por onde passo a degradarem-se devido a

- uso,

- mau uso,

- má ou falta de conservação.
 
também oiço as conversas circunstanciais dos transeuntes e depois em locais públicos, a queixarem-se da vergonha que é ninguém fazer nada…
 
 
 
Não é que seja cusca profissional, mas por vezes não podemos deixar de ouvir as conversas dos outros, seja pela proximidade, seja pelo alto volume em que são mantidas.
 
Nessas alturas o meus Tico e Teco começam aos saltos e lá começo eu a coçar a cabeça (qualquer dia pensam que tenho piolhos).
 
Eis o que penso do assunto.
 
Como tudo o que tento escrever, é uma opinião minha.
 
Caríssimo se mora numa rua onde vê problemas que não são resolvidos, porque diabo fica a ver se lhe cresceram mais cabelos ou se pelo contrário lhe estão a cair?
 
Faça alguma coisa!
 
Deve:
 
- olhar a Rua como  o “jardim” da sua casa, (a menos que goste de chegar à janela e ver a lixeira municipal)
- alterar os comportamentos menos corretos, (pelo mesmo motivo acima)
- respeitar os Equipamentos Públicos (mesmo poucos foram pagos por todos),
- ser pró-ativo.

Problemas usuais:
 
- a rua está esburacada,
- os caixotes do lixo metem nojo (se calhar também por sua culpa),
- os eco-pontos idem (idem),
- a limpeza de rua (onde a há) não é feita,
- os cabos de energia elétrica/comunicações descaíram dos postes,
- rutura no saneamento,
- caixas embutidas no alcatrão soltas ou em falta,
- a iluminação pública não funciona,
- limpeza obrigatória de terrenos privados descurada,
- limpeza de terrenos, valetas e passeios públicos descurada,
- outros equipamentos danificados.
 
Contacte as entidades competentes da sua zona, primeiro por telefone e depois confirme a chamada com um e-mail.
 
Lista de entidades:

- Junta de Freguesia,
- Câmara Municipal,
- Serviço de Limpeza,
- Serviço de águas,
- Avarias de Iluminação pública
 https://www.edpdistribuicao.pt/pt-pt/podemos-ajudar/avaria-iluminacao-publica
 
 
Em casos de maior gravidade contate:

- Bombeiros,
- Proteção Civil,
- SEPNA,
 
 
Não espere que o seu vizinho tome a iniciativa ...
 
… aposto que ele espera o mesmo de si! ... enquanto o faz deve estar a ver se as unhas dos pés crescem!
 

Não reclame que ninguém faz nada … se você também não faz!
21.05.19

Divagando

Miluem

IMG_20190521_132400.jpg

 

Quem por aqui já passou, sabe que não sou poetisa, escritora, nem sequer anotadora de "post it".

 

Por isso se continuar a ler isto, está por sua conta e risco, não aceito reclamações.

 

Estava eu um dia destes "na Paz do Senhor" num "Outlet", onde tudo está disposto como numa loja comum, mas que não tem anúncios de TV onde todos parecem Jet7, 8 e 9, quando entrou um grupo de pessoas a acompanhar uma outra que foi procurar algo específico perto de onde eu estava.

 

Uma delas informou as restantes que ia ver a zona de pronto-a-vestir.

Uiiiii, ideia inconcebível para alguém do grupo.

"Boa sorte ... aqui não há nada de jeito!"

 

Na minha opinião (pode não ser grande coisa, mas é minha), há "peças" boas e más em todos os estabelecimentos comerciais, marcas afamadas incluídas.

 

Confesso que em sítios em que as coisas estão muito desordenadas e a monte, para mim também é complicado comprar, elas enrolam-se umas nas outras e acabo por não conseguir destrinçar o bom do mau.

 

Mas que cultura é esta que determina se somos pessoas, mais ou menos capazes, interessantes, trabalhadoras, inteligentes, humanas, etc., com base nas marcas que vestimos, comemos e em que viajamos?

 

E o ridículo de já o interiorizarmos inconscientemente?

 

Extrapolando, já somos divididos por um sistema de "Castas" (como na Índia) baseado nas marcas.

 

É a mesma coisa que por uns Óculos de Alcanena.

 

Muito felizes na "Santa Ignorância", todos formatados, todos iguais ...

 

Desculpem lá ser do contra!

 

Se a Natureza quisesse que fossemos todos iguais não tinha criado a diversidade.

 

Nem existiriam os famosíssimos Tico e o Teco que nos ajudam a distinguir a boca do nariz.

 

Pronto, tenho dito!