Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As coisas de que eu gosto! e as outras...

Bem-vind' ao meu espaço! Sou uma colectora de momentos e saberes.

As coisas de que eu gosto! e as outras...

09.01.22

Ilha do Faial, Açores @ Lendas de Portugal - Lenda do Vulcão do Cabeço do Fogo

Miluem

1280px-Cabeço_do_Fogo,_ilha_do_Faial,_Açores,_Po

Lenda do Vulcão do Cabeço do Fogo

 

Esta lenda fala da origem do Vulcão do Cabeço do Fogo. 

A população da freguesia era devota da fé cristã e do Santíssimo Sacramento, embora não tivesse uma boa relação com o pároco e não concordava com as suas ideias nem práticas. 

Existia um senhor muito rico e influente que tinha um filho que fora para o seminário, e queria que o seu filho voltasse para a freguesia e fosse Cura da mesma. 

Todavia, o bispo assim não o permitiu.

Contrariado o senhor ficou irritado com a situação e reuniu os seus empregados e a população da freguesia para arquitetar um plano contra o padre de forma a expulsa-lo da freguesia. 

Decidiram lançar fogo á igreja quando o Padre tivesse a celebrar missa, para que ele, o sacristão e a igreja ardessem.

Prepararam tudo, puseram madeiras e outras lenhas inflamáveis em redor da igreja, para que á hora da missa tudo se consumasse. 

No entanto o sacristão soube do plano, avisou o padre e fugiram secretamente da freguesia para o lado sul, em direção á Ribeira do Cabo, levando consigo o Santíssimo Sacramento.

A população pensando que o padre estava no interior da Igreja da Freguesia lançou fogo à Igreja e observava a chamas a consumir a igreja. 

Quando o padre e o sacristão chegaram ofegantes ao Alto da Ribeira do Cabo, sentaram-se a descansar e o sacristão olhou para trás, para espreitar o que se passava. 

Lá do alto via as chamas a devorarem a igreja e ouviu-se um estrondo muito forte. 

Continuaram o seu caminho e quando ultrapassaram o Alto da Ribeira do Cabo, e após o estrondo abriu-se uma fenda no região do Goulart, onde passava a família do senhor com os seus servos, os quais foram engolidos pela mesma fenda, nunca mais se ouvindo falar dos mesmos.

Nesse mesmo momento o Vulcão do Cabeço Fogo rebentou e destruiu a freguesia da Praia do Norte. 

Para a população este foi um sinal da ira dos Céus, visto que eles tinham tentado queimar o padre vivo e a igreja. 

A população dispersou-se e a freguesia foi extinta durante 200 anos.

 

Créditos:

Fonte: https://freguesiapraiadonorte.com/lendas/

Foto: https://pt.wikipedia.org/wiki/Vulc%C3%A3o_do_Cabe%C3%A7o_do_Fogo

09.01.22

««Tradições »» Queijada de Pereira - história e receita

Vila de Pereira, Montemor-o-Velho, Coimbra

Miluem

f28433a0e951cf80f37c6c62da792df9_w400.jpg

Foto: https://tradicional.dgadr.gov.pt/pt/cat/doces-e-produtos-de-pastelaria/1002-queijada-de-pereira

 

Os segredos que envolvem as Queijadas de Pereira foram herdados de geração em geração, mantendo-se ainda hoje o rigor de ingredientes e tempos de cozedura de outrora.

Ex-libris da doçaria regional do Baixo Mondego, a sua origem perde-se nos tempos, mas o principal ingrediente da queijada de Pereira mantém-se: o carinho.

 

https://www.cm-montemorvelho.pt/index.php/component/k2/item/718-queijada-de-pereira

 

Historial do produto:

Em 1513, a 1 de dezembro, Pereira recebeu foral novo dado pelo rei D. Manuel I. 

Neste documento aparece a referência escrita mais antiga, que se conhece, da queijada de Pereira, sendo isentada do pagamento da portagem:

“a qual portagem se não pagará de todo o pão cozido, queijadas, biscoitos, farellos, nem de ovos, nem de leite…”.

O Real Colégio das Ursulinas de Pereira, fundado em 1748, terá sido o ponto de partida para a sua divulgação. 

As Queijadas de Pereira foram também retratadas por Josefa d´Óbidos, famosa pintora portuguesa.

 

https://tradicional.dgadr.gov.pt/pt/cat/doces-e-produtos-de-pastelaria/1002-queijada-de-pereira

 

Receita 

Queijadas de Pereira

Massa:

200 gr de Farinha 

1 colher sopa manteiga

água q.b.

sal q.b

Recheio:

250 gr de açúcar

4 queijos frescos

6 gemas de ovo

 

Preparação:

Peneire a farinha e derreta a manteiga em 1 dl de água quente, junte a farinha e acrescente um pouco de sal fino. Trabalhe a massa à mão. Deixe descansar 1 hora.

Passe os queijos frescos pelo passador de rede e misture o açúcar e as gemas.

Estenda a massa e forre com ela as formas e encha-as com o recheio.

Leve ao forno quente e desenforme-as quando estiverem mornas.

 

http://receitaselugares.blogspot.com/2012/10/queijadas-de-pereira.html?m=1

Video: YouTube