Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As coisas de que eu gosto! e as outras...

Bem Vind' ao meu espaço! Sou uma colectora de momentos e saberes.

As coisas de que eu gosto! e as outras...

15.02.21

Lenda da Moura da Ponte de Chaves

Miluem

2903646108_ff75fc405d_b.jpg

https://chaves.blogs.sapo.pt/311630.html

 

Lenda da Moura da Ponte de Chaves

 

Depois da retoma de Chaves pelos Mouros ficou alcaide do castelo um guerreiro.

Este organizou o noivado entre o seu filho Abed e a sua sobrinha.

A bela jovem não recusara Abed, pois nenhum dos poucos mouros que ali ficaram lhe despertara paixão.

Alguns anos mais tarde, os cristãos iniciaram a conquista da região de Chaves, tendo mesmo atacado a cidade.

O alcaide e seu filho encabeçaram a resistência moura e a defesa do castelo.

Numa ocasião, enquanto apreciava os combates, a sobrinha do alcaide fixou os olhos num belo guerreiro cristão que ganhava com os seus homens cada vez mais posições no castelo.

No mesmo instante, surpreendido, o guerreiro parou a ofensiva. Interpelou-a acerca da presença de uma tão bela mulher num triste espetáculo daqueles e perguntou-lhe também se estava só.

Quando a moura respondeu que vivia com o tio, alcaide do castelo, o guerreiro mandou levá-la imediatamente para o seu acampamento.

A luta prosseguiu entretanto, e o castelo acabou por ser tomado.

Contudo, a jovem moura manteve-se refém dos cristãos e passou a viver feliz com o cavaleiro que a raptara.

Abed nunca lhe perdoou.

Depois de restabelecido de um ferimento de guerra, voltou a Chaves disfarçado de mendigo.

Certo dia, esperou que a sua prometida passasse na ponte e pediu-lhe esmola.

A jovem estendeu a mão ao pedinte e, nesse momento, Abed olhando-a nos olhos, disse-lhe que ficaria para sempre encantada sob o terceiro arco da ponte. Só o amor dum cavaleiro cristão - não aquele que a levou - poderia salvá-la. Contudo, disse-lhe também que esse cavaleiro nunca viria.

Depois destas palavras, a jovem moura, que tinha reconhecido Abed, desapareceu para sempre.

Abed fugiu de seguida.

Desesperado, o guerreiro cristão que com ela vivia tudo fez para a encontrar. Procurou incessantemente na ponte e até pagou para que lhe trouxessem Abed vivo para quebrar o encanto.

Mas a moura encantada da ponte de Chaves nunca mais apareceu e o cristão morreu numa profunda dor e saudade ao fim de alguns anos.

 

Como referenciar:  Lenda da Moura da Ponte de Chaves in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-04 20:44:23].

Disponível na Internet: https://www.infopedia.pt/apoio/artigos/$lenda-da-moura-da-ponte-de-chaves

Foto: https://chaves.blogs.sapo.pt/311630.html