Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As coisas de que eu gosto! e as outras...

Bem Vind' ao meu espaço! Sou uma colectora de momentos e saberes.

As coisas de que eu gosto! e as outras...

16.01.21

Não vêem tv, não ouvem rádio, não lêem notícias??

Que raio andam a fazer na rua aos magotes sem máscara?

Miluem

 

Se por acaso ainda não deram por isso, o mundo está a atravessar uma Pandemia o vírus chama-se Covid19.

O nome advém do facto de os primeiros casos terem aparecido no final de 2019.

De lá para cá o Covid já sofreu algumas mutações, que o tornaram mais agressivo, de transmissão cada vez mais rápida.

Se alguns apanham a infeção provocada pelo vírus de forma ligeira (mesmo nesses só se começam agora a descobrir "mazelas" que a infeção pode deixar para o resto da vida) existem outros que têm a forma mais grave da doença e precisam de ser hospitalizados.

Os hospitais estão a rebentar pelas costuras.

Os médicos, enfermeiros, técnicos de diagnóstico, bombeiros, paramédicos, funcionários administrativos, de limpeza, de apoio, etc (a ordem é uma qualquer) trabalham sob pressão para não "perderem" ninguém.

Nas urgências dos hospitais há filas de ambulâncias, com pessoas com covid dentro, à espera de vez para entrarem.

Ainda não tinham dado por nada?

O confinamento permite passeio higiénico, mas que raio... 

Vejam lá se usam a cabeça sem ser para usar o cabelo e o chapéu.

 

16.01.21

S. Pedro do Sul @ Lendas de Portugal - O homem-cavalo

Miluem

7b6c375cd536f1e38fa52bff30cbadd6.jpg

Puro Sangue Lusitano

O homem-cavalo

 

Era uma vez um homem que sabia que, à meia-noite de todas as noites de lua cheia, se transformava num cavalo e esse bicho tinha que correr sete freguesias, numa noite só, enquanto não fizesse isso não sossegava.

 

Um dia, na rua, disse que se houvesse alguém que picasse o bicho com um aguilhão, essa pessoa, quando morresse, havia de se salvar.

 

Certa noite, um homem lá da terra, que se dizia que tinha muitos pecados, pôs-se em cima de um muro alto, onde sabia que o homem transformado em cavalo ia passar e, quando o viu deu-lhe uma grande espetadela com uma aguilhada dos bois. O desgraçado destransformou-se de cavalo para homem e disse bem alto:

 

- Abençoada a pessoa que me tirou este fadário! Oxalá se salve na hora da morte!

 

 

Fonte Biblio: PINHO, Isabel Contos e Lendas da Serra Nostra S. Pedro do Sul, Câmara Municipal de S. Pedro do Sul, 1998 , p.15

Place of Collection: SÃO PEDRO DO SUL, VISEU - Informante: Maria dos Anjos (F),

Narrativa – When:  XX Century, 90s – Crença: Unsure/ Uncommitted

Fonte: CEAO - Centro de Estudos Ataíde Oliveira

Foto: Pintreste