Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As coisas de que eu gosto! e as outras...

Bem Vind' ao meu espaço! Sou uma colectora de momentos e saberes.

As coisas de que eu gosto! e as outras...

24.12.20

Poemas de Natal * A noite de Natal de Mário de Sá-Carneiro

Miluem

mario sa carneiro.jpeg

A noite de Natal

 

Em a noite de Natal

Alegram-se os pequenitos;

Pois sabem que o bom Jesus

Costuma dar-lhes bonitos.

 

Vão se deitar os lindinhos

Mas nem dormem de contentes

E somente às dez horas

Adormecem inocentes.

 

Perguntam logo à criada

Quando acorde de manhã

Se Jesus lhes não deu nada.

 

– Deu-lhes sim, muitos bonitos.

– Queremo-nos já levantar

Respondem os pequenitos.

 

Mário de Sá-Carneiro

 

https://www.jornaltornado.pt/a-noite-de-natal-mario-de-sa-carneiro/

Foto: https://revistacaliban.net

 

24.12.20

# À moda de Lá # Kendel - O bolo dos padrinhos

Receita de Natal luxemburguesa

Miluem

f18225foto1.jpgKendel 

 

No Luxemburgo é costume os padrinhos oferecerem aos afilhados um bolo em forma de bebé com uma moeda de prata no umbigo.

 

Ingredientes

125g de açúcar

7 gemas de ovos

60g de farinha

3 claras de ovo

Passas

fios de ovos

1 moeda de prata

 

Modo de preparação

Bate-se o açúcar com 6 gemas.

Juntam-se as claras em castelo e a farinha, misturando com cuidado.

Quando a massa ficar homogénea acrescenta-se uma gema.

Vai a cozer ao forno numa forma untada com manteiga.

No Luxemburgo há formas próprias em feitio de bebé. 

Mas também se pode cozer a massa numa forma rectangular e quando a massa tiver cozida e arrefecida recortá-la em feitio de bebé.

Colocam-se as passas no lugar dos olhos, nariz e boca, utilizam-se os fios de ovos para fazer a cabeleira e põe-se a moeda de prata no sítio do umbigo.

 

Fonte: Eurocid

24.12.20

Poemas de Natal * Poema de Natal de Vinicius de Moraes

Miluem

vinicius-de-moraes.jpg

 

Poema de Natal

 

Para isso fomos feitos:

Para lembrar e ser lembrados

Para chorar e fazer chorar

Para enterrar os nossos mortos —

Por isso temos braços longos para os adeuses

Mãos para colher o que foi dado

Dedos para cavar a terra.

Assim será nossa vida:

Uma tarde sempre a esquecer

Uma estrela a se apagar na treva

Um caminho entre dois túmulos —

Por isso precisamos velar

Falar baixo, pisar leve, ver

A noite dormir em silêncio.

Não há muito o que dizer:

Uma canção sobre um berço

Um verso, talvez de amor

Uma prece por quem se vai —

Mas que essa hora não esqueça

E por ela os nossos corações

Se deixem, graves e simples.

Pois para isso fomos feitos:

Para a esperança no milagre

Para a participação da poesia

Para ver a face da morte —

De repente nunca mais esperaremos…

Hoje a noite é jovem; da morte, apenas

Nascemos, imensamente.

 

Vinicius de Moraes

 

 

Fonte: https://livroecafe.com

Foto: https://www.escritas.org/pt/t/1689/ausencia

 

24.12.20

# À moda de Cá # Bola Parda da Guarda

Miluem

bola-parda-da-guarda-1030x711.jpg

Bola Parda da Guarda

 

Ingredientes

6 ovos

500 gr de açúcar

1 chávena de azeite ou 1/2 de azeite e 1/2 de óleo

Raspa e sumo de 1 laranja

1 cálice de aguardente

1/2 chávena de leite

2 a 4 colheres de sopa de canela em pó (coloquei 2)

500 gr de farinha de trigo

2 colheres de sobremesa de fermento em pó

Açúcar e canela em pó para polvilhar

Manteiga para untar a forma q.b.

Farinha para polvilhar a forma q.b.

 

Modo de Preparação

-Pré-aquecer o forno a 190ºC. Untar com manteiga e polvilhar com farinha uma forma alta ou um tabuleiro.

-Separar as gemas das claras e bater estas últimas em castelo firme. Reservar.

-Bater as gemas com o açúcar até ficar um creme esbranquiçado. Juntar o azeite, a raspa e sumo de laranja, a aguardente, o leite e a canela e voltar a bater.

-De seguida juntar, alternadamente, a farinha (previamente misturada com o fermento) e as claras batidas.

-Envolver tudo muito bem e verter o preparado na forma.

-Antes de colocar no forno, polvilhar o topo da massa abundantemente com uma mistura de canela em pó e açúcar.

-Levar a cozer, aproximadamente, durante 35 minutos. Se utilizar uma forma alta deverá demorar mais tempo a cozer. 

-Posteriormente, fazer o teste do palito para verificar a cozedura.

 

 

Nota: 

As chávenas utilizadas levam 200 ml.

Esta receita utiliza 1/2 chávena de azeite e 1/2 chávena de óleo.

 

https://beira.pt