Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As coisas de que eu gosto! e as outras...

Bem Vind' ao meu espaço! Sou uma colectora de momentos e saberes.

As coisas de que eu gosto! e as outras...

09.12.20

# À moda de Lá # Salata od Hobotnice - Salada de polvo

Receita tradicional croata

Miluem

hobotnica-na-salatu1.jpg

 

Ingredientes

1 polvo grande, limpo e enxaguado

2 ou 3 rolhas (de cortiça) do vinho (opcional)

1 cebola vermelha, cortada em fatias finas

Azeite

Vinagre de vinho

Sumo de 1 limão

Sal e pimenta

1 dente de alho, picado

2 ou 3 colheres de chá de salsa picada

 

Modo de preparação

Esmurre o polvo com o martelo de cozinha.

 

Coloque-o numa panela e adicione água até ficar completamente coberto, adicione as rolhas e cozinhe no fogo médio mais ou menos 3 horas até o polvo ficar tenro. (A utilização das rolhas é opcional mas ajudam a amaciar o polvo.)

 

Deixe esfriar na água de cozedura, depois corte ou fatie o polvo e coloque-o numa saladeira.

 

Adicione a cebola fatiada e tempere com azeite, vinagre de vinho, sumo de limão, sal, pimenta, alho e salsa. Se quiser pode adicionar alcaparras.

 

 

Receita proposta pelo CIEJD e aprovada pela embaixada da Croácia.

 

Fonte: Eurocid- RepúblicaPortuguesa - Negócios Estrangeiros

09.12.20

# À moda de Lá # La Bûche des Rois Mages - Tronco dos Reis Magos

Receita de Natal francesa @ Eurocid

Miluem

fireplace-2638325_1920-300x200.jpg

 

Ingredientes
  • 170g de açúcar
  • 170g de manteiga
  • 2 gemas de ovo
  • 90g de cacau em pó
  • 50g de amêndoas
  • 1kg de castanhas cozidas

 

Para o xarope

  • 1dl de água
  • 50g de açúcar
  • 50g de manteiga
  • 2colheres de sopa de rum

 

Modo de preparação
 
Mistura-se o açúcar com a manteiga, duas gemas de ovo e o cacau para fazer um creme.
 
Ferve-se à parte 1dl de água com 50g de açúcar.
 
Retira-se este xarope do lume e juntam-se 50g de manteiga, 2 colheres de sopa de rum e as castanhas cozidas feitas em puré.
 
Amassa-e com as mãos até formar uma bola.
 
Molha-se um pano em põe-se a bola de massa em cima.
 
Cobre-se com outro pano molhado e passa-se com o rolo de massa para estender.
 
Retira-se então o pano de cima e barra-se o rectângulo de massa com 2/3 de creme de cacau.
 
Salpica-se com amêndoas picadas.
 
Utilizando o pano de baixo, enrola-se a mistura em forma de torta.
 
Cortam-se as extremidades em oblíquo para ficar a parecer um tronco, barra-se com o resto de creme de cacau e salpica-se com mais amêndoas picadas.

 

Fonte: Eurocid - República Portuguesa - Negócios Estrangeiros

Foto: Pinterest

09.12.20

Confraria das Sardinhas Doces de Trancoso

Miluem

Confraria-Sardinhas-Doces.png

Confraria das Sardinhas Doces de Trancoso

por José Carlos Lages

(...)

A Confraria das Sardinhas Doces de Trancoso nasce no dia 7 de Maio, em Trancoso, por iniciativa de um grupo de pessoas que pretende, desta forma, valorizar um produto secular que constitui parte integrante do Património da cidade.

 

A «Sardinhas Doces de Trancoso» vai ter como madrinhas a Confraria dos Soutos da Lapa (Castanha) e a Confraria do Azeite (Cova da Beira).

 

Confraria Sardinhas Doces - Trancoso
As Sardinhas Doces de Trancoso terão tido origem no Convento de Freiras de Santa Clara (extinto em 1864), no Século XVII e são hoje um dos ex-ibris da gastronomia trancosense e elemento de identidade da cidade de Bandarra.

sardinhas-doces (1).jpg

As Sardinhas Doces de Trancoso encerram em si os sabores de antanho, continuados através de gerações, por entre tradições e saberes que as tornaram num exemplo vivo de cultura e memória das religiosas que no recolhimento do seu convento as criaram e transmitiram as gentes de todas as classes como «tributo à sardinha muito rara na região naqueles tempos».

 

Em Trancoso nem todas as pessoas sabem confeccionar as «Sardinhas Doces» de acordo com a receita original porque o «segredo» está nos ingredientes com que esta é feita.

 

A sua confecção baseia-se num recheio feito à base de gemas de ovo, açúcar e amêndoa, envolto numa espécie de massa tenra que depois é frita e coberta com chocolate.



Têm a configuração de uma sardinha – o seu formato é rectangular com uma das extremidades pontiaguda e a outra em forma de rabo de peixe – com 10 a 15 cms de comprimento, 4 a 5 cms. de largura, uma altura de 2 a 3 cms. e entre 50 a 80 gramas de peso.

csdt-sardinhas01a.jpg

Para além de muito apreciadas localmente, as sardinhas doces de Trancoso já foram fonte de inspiração para o poeta Anselmo dos Santos Ferreira:


As sardinhas de Trancoso,
São melhores que as do mar,
Seu recheio é saboroso,
São doces ao paladar!

(...)

 

https://capeiaarraiana.pt/2011/05/03/confraria-das-sardinhas-doces-nasce-em-trancoso/de-trancoso/

 

Fotos:

https://ointerior.pt

https://capeiaarraiana.pt