Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As coisas de que eu gosto! e as outras...

Bem-vind' ao meu espaço! Sou uma colectora de momentos e saberes.

As coisas de que eu gosto! e as outras...

30.10.19

Ditos e Ditados Populares @ CXXIV

Miluem

IMG_20191016_222154.jpg

IMG_20191016_221930.jpg

IMG_20191016_222027.jpg

 

500 provérbios portugueses antigos - Educação moral, mentalidade e linguagem - de Jean Lauand

Estudo e recolha com base no Livro de provérbios de Antonio Delicado

Na Biblioteca Municipal Mário de Andrade (São Paulo-Brasil), encontra-se uma raridade: um exemplar original do livro do lecenciado prior Antonio Delicado, Adagios portuguezes reduzidos a lugares communs, Lisboa, Officina de Domingos Lopes Rosa, 1651.

 

29.10.19

««Tradições »» Merendeiras ou Broinhas dos Santos (receita 10) - Broas dos Santos - D. Ana e O Barriguinhas

Miluem

 

Broas dos Santos - de D. Ana e O Barriguinhas

 

Eu acredito que a vida se encarrega de nos colocar onde devemos estar, mesmo que não seja pelos melhores motivos.

 

Desta vez o caminho levou-me a casa da D. Ana.

 

Nesse dia tinha feito as Broas dos Santos, tipícas da sua terra Natal, na zona da Beira Baixa.

Perguntei-lhe se podia fotografar e se me dava a receita.

Ao que me responde, que podia tirar as fotos que quisesse, mas a receita é que estávamos mal, uma vez que faz tudo "a olho" :)

 

Tinha de facto uma receita guia, mas fez de forma diferente, substituindo a banha pelo azeite e como não tinha erva doce moída, ferveu a erva doce num pouco de água e coou, juntando depois à massa.

 

Aqui vos deixo a receita trabalhada por mim, tendo em contas as indicações da D. Ana!

 

Foi uma noite longa, repleta de deliciosas conversas enquanto se mordiscavam pedaços de broa... Obrigada por esta noite à D. Ana e à Raquel (sua filha e minha amiga)!

 

 

Ingredientes

 

1 kg de farinha de trigo

4 ovos batidos

300g de açúcar  amarelo

100g de mel

Raspa de 1 limão

30g de erva doce moída

1 dl de leite

150g de banha derretida (pode substituir por azeite)

40g de canela em pó

20g de fermento de padeiro

Vinho do Porto ou aguardente velha q.b.

 

 

Preparação

 

Começamos por preparar o crescente da nossa massa.

 

Dissolvemos o fermento no leite morno. Juntamos um pouco da farinha até formar uma bola de massa fofa.

 

Tapamos de deixamos descansar entre 30 minutos a 1 hora.

 

Juntam-se todos os ingredientes num recipiente grande. Junta-se o crescente.

 

Caso seja necessário, pode juntar mais um pouco de leite morno caso a massa esteja muito dura ou farinha se estiver liquida. Faça à medida das necessidades e conforme o comportamento da massa e dos ingredientes. Deve obter uma massa moldável e fofa.

 

Amassa-se muito bem e deixa-se a fermentar. (O ideal será fermentar durante a noite).

 

Fazem-se bolinhas de massa, num tamanho médio ou pequenas, barram-se com ovo batido e polvilham-se com açúcar. Vão ao forno a 200º em tabuleiro forrado com papel vegetal e polvilhado de farinha, 30 a 40 minutos.

 

Pode fazer pequenas, são óptimas para o pequeno almoço com leite ou chá.

 

E estas ficam mesmo boas, macias e cheirosas!

 

 

Dica:

Existem diversas receitas para estas broas. Podem levar na massa farinha de milho, abóbora ou mesmo batata doce! Fica também ótimas se recheadas com nozes ou outros frutos secos e passas.

 

Atrevem-se a experimentar? :)

 

https://obarriguinhas.blogspot.com/2015/03/broas-dos-santos.html

 

29.10.19

««Tradições »» Merendeiras ou Broinhas dos Santos (receita 9) - Broas dos Santos com Abóbora

Miluem

Broas-dos-Santos-com-Abóbora.jpg

Broas dos Santos com Abóbora

 

 

À receita tradicional das broas dos Santos, também conhecidas como bolos dos Santos, alia-se a abóbora e o resultado são uns bolinhos deliciosos, capazes de fazer crescer água na boca. Como se costuma dizer, estes bolos, típicos do dia de Todos os Santos, são de comer e chorar por mais…

 

 

Ingredientes:

 

    ½ colher (sopa) de canela

    ½ kg de farinha de milho

    1 colher (sopa) de sementes de erva-doce

    1 pitada de sal

    100 ml de água fria

    1 kg de farinha de trigo

    1 pau de abóbora

    1,5 kg de abóbora-menina

    250 g de açúcar amarelo

    30 g de fermento de padeiro

    50 g de nozes

    50 g de passas

    50 g de pinhões

    ovo p/ pincelar

 

 

Confeção:

 

Coza a abóbora num pouco de água com sal, escorra e esmague-a. Reserve a água.

 

Dissolva o fermento na água fria e junte as farinhas, previamente misturadas, amassando vigorosamente à medida que vai juntando a abóbora e o açúcar. Se necessário, junte um pouco da água de cozer a abóbora.

 

Quando a massa tiver uma consistência bem elástica, tape e ponha-a a levedar em local temperado.

 

Corte os frutos secos em pedaços e reserve.

 

Mergulhe as passas e o pau de abóbora em água morna, enxugando-os de seguida.

 

Estando a massa levedada, adicione a erva-doce e a canela, os frutos secos, as passas e o pau de abóbora.

 

Ponha um pouco de farinha e da massa num recipiente com cerca de 10 cm de diâmetro.

 

Molde a massa em bolas, rodando o recipiente. Repita a operação as vezes necessárias para terminar o preparado.

 

Disponha as broas em tabuleiros untados com azeite, pincele-as com ovo e leve a cozer em forno bem quente (200º a 220º C), entre 30 a 40 minutos.

 

http://www.docesregionais.com

28.10.19

««Tradições »» Merendeiras ou Broinhas dos Santos (receita 8) - Broas fervidas do Ribatejo (Receitas da Piteca)

Miluem

Broas fervidas do Ribatejo

 

A receita é da Conceição Alves e retirei do grupo Torres Novas, ela descreveu-as como "as broas fervidas que só os Ribatejanos sabem fazer" e eu, como boa Ribatejana que sou, tive de as experimentar.


Na minha opinião achei que ao tender tinham gordura a mais, escorria-me pelas mãos e ficou alguma no fundo do tacho, para a próxima vou reduzir a quantidade. Mas depois de cozerem ficaram simplesmente maravilhosas! Nós adorámos! :)

 

 

Ingredientes p/ 20 broinhas

 

1 kg de farinha de trigo

250 g de farinha de milho

500 g de açúcar amarelo

2,5 dl de óleo

2,5 dl de azeite

2 colheres (sopa) de canela

2 colheres (sopa) de erva doce moída

50 g de chocolate em pó

0,5 l de café bem forte

 

 

Preparação

 

Misture todos os ingredientes menos as farinhas e leve ao lume a ferver. Quando levantar fervura misturam-se as farinhas mexendo bem até ficar tudo bem envolvido.

 

Tendem-se pequenas broas e vão ao forno a cozer em temperatura moderada (170ºC).

 

Depois de cozidas, passe-as por açúcar branco.

 

Bom apetite!

 

https://pt.petitchef.com/receitas/sobremesa/broas-fervidas-do-ribatejo-fid-1571751

 

28.10.19

««Tradições »» Merendeiras ou Broinhas dos Santos (receita 7) - Broa de Batata doce

Miluem

32077485a2f0a804eb5c0d9b5c4510a2.jpg

Foto: https://i.pinimg.com

Broa de Batata doce

 

No dia de Todos os Santos, é tradição em Portugal celebrar-se esta data festiva com a confeção de doces próprios para a ocasião. Por norma, as famílias e/ou os reúnem se para partilharem os doces ou outros alimentos que tenham na mesa para servir – sendo comuns os dióspiros,  frutos secos, castanhas e batata-doce assada.

 

As merendeiras, bolos ou broas dos Santos, como também são conhecidas, estão quase sempre presentes à mesa dos portugueses nesta época. Há diversas receitas destes bolos, que tendem a diferir um pouco de região para região, podendo conter abóbora, batata-doce ou até batata de cozer. Independentemente da receita, a as merendeiras são muito simples de confecionar, embora possa levar algum tempo, sobretudo se tiver a necessidade de levar vários tabuleiros de bolos a cozer.

 

 

Ingredientes p/ cerca de 40 broas:

 

1 colher (sobremesa) de canela

1 colher (sobremesa) de fermento em pó

1 kg de farinha de trigo

1 ovo

150 g de sultanas

2 kg de batata-doce

300 g de miolo de noz + outros frutos secos a gosto

700 g de açúcar

raspa de 1 limão

sal q.b.

 

Confeção:

 

Coza as batatas, sem pele, em água com sal, reduzindo-as depois a puré.

Misture a farinha com o fermento e a canela e incorpore no puré de batata, juntamente com o açúcar, a raspa de limão e o ovo batido.

Amasse bem e, se necessário, junte mais farinha.

Incorpore todos os frutos secos – nozes, sultanas e/ou outros de que goste.

Ligue o forno a 160º C.

Forre um tabuleiro com papel vegetal e polvilhe com farinha.

Com as mão enfarinhadas, retire pedaços da massa e forme bolas (aproximadamente do tamanho de um ovo grande) e espalme-as um pouco.

Disponha as bolas de massa no tabuleiro e leve ao forno até as merendeiras ganharem uma cor tostada.

Repita a operação de cozedura as vezes necessárias até esgotar a massa.

 

http://www.docesregionais.com