Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As coisas de que eu gosto! e as outras...

Bem-vind' ao meu espaço! Sou uma colectora de momentos e saberes.

As coisas de que eu gosto! e as outras...

15.10.19

São Simão de Litém - Igreja Paroquial

Miluem

IMG_20180506_152602.jpg

 

São Simão de Litém era uma Freguesia do Concelho de Pombal, Distrito de Leiria, até à reorganização/desorganização administrativa de 2013.

 

A partir dessa data foi anexada a 2 outras Freguesias vizinhas e foi criada a nova Freguesia denominada União das Freguesias de Santiago e São Simão de Litém e Albergaria dos Doze.

 

A sede da nova Freguesia é em Albergaria dos Doze.

15.10.19

Lenda do Folar da Páscoa

Miluem

folar-doce.png

Foto: TeleCulinária

 

 

Lenda do Folar da Páscoa

 

A lenda do folar da Páscoa é tão antiga que se desconhece a sua data de origem.

 

Reza a lenda que, numa aldeia portuguesa, vivia uma jovem chamada Mariana que tinha como único desejo na vida o de casar cedo.

 

Tanto rezou a Santa Catarina que a sua vontade se realizou e logo lhe surgiram dois pretendentes: um fidalgo rico e um lavrador pobre, ambos jovens e belos. A jovem voltou a pedir ajuda a Santa Catarina para fazer a escolha certa.

 

Enquanto estava concentrada na sua oração, bateu à porta Amaro, o lavrador pobre, a pedir-lhe uma resposta e marcando-lhe como data limite o Domingo de Ramos. Passado pouco tempo, naquele mesmo dia, apareceu o fidalgo a pedir-lhe também uma decisão. Mariana não sabia o que fazer.

 

Chegado o Domingo de Ramos, uma vizinha foi muito aflita avisar Mariana que o fidalgo e o lavrador se tinham encontrado a caminho da sua casa e que, naquele momento, travavam uma luta de morte.

 

Mariana correu até ao lugar onde os dois se defrontavam e foi então que, depois de pedir ajuda a Santa Catarina, Mariana soltou o nome de Amaro, o lavrador pobre.

 

Na véspera do Domingo de Páscoa, Mariana andava atormentada, porque lhe tinham dito que o fidalgo apareceria no dia do casamento para matar Amaro. Mariana rezou a Santa Catarina e a imagem da Santa, ao que parece, sorriu-lhe.

 

No dia seguinte, Mariana foi pôr flores no altar da Santa e, quando chegou a casa, verificou que, em cima da mesa, estava um grande bolo com ovos inteiros, rodeado de flores, as mesmas que Mariana tinha posto no altar.

 

Correu para casa de Amaro, mas encontrou-o no caminho e este contou-lhe que também tinha recebido um bolo semelhante.

 

Pensando ter sido ideia do fidalgo, dirigiram-se a sua casa para lhe agradecer, mas este também tinha recebido o mesmo tipo de bolo. Mariana ficou convencida de que tudo tinha sido obra de Santa Catarina.

 

Inicialmente chamado de folore, o bolo veio, com o tempo, a ficar conhecido como folar e tornou-se numa tradição que celebra a amizade e a reconciliação.

 

Durante as festividades cristãs da Páscoa, os afilhados costumam levar, no Domingo de Ramos, um ramo de violetas à madrinha de batismo e esta, no Domingo de Páscoa, oferece-lhe em retribuição um folar.

 

 

Como referenciar:

Lenda do Folar da Páscoa in Artigos de apoio Infopédia. Porto: Porto Editora, 2003-2019.

Disponível na Internet: https://www.infopedia.pt/apoio/artigos/$lenda-do-folar-da-pascoa

 

15.10.19

Li e gostei!!!

Miluem

 

Supermercado combate o isolamento sénior com um “chat checkout”

 

No supermercado Jumbo de Vlijmen, na Holanda, a solidão dos clientes mais idosos está a ser combatida com uma caixa de pagamentos especial, onde, além de pagar as suas compras, podem dar dois dedos de conversa.


A caixa de pagamentos especial é a primeira do género. Foi criada uma fila exclusiva para os clientes que, durante o checkout, queiram conversar um pouco com o colaborador da loja e não estejam com pressa.


O supermercado criou ainda o All Together Coffee Corner, que pretende ser um ponto de encontro onde os mais idosos podem encontrar-se com outros membros da sua comunidade ou com os voluntários da fundação Alles voor Mekaar. Com mesas e cadeiras, onde se podem sentar e tomar um café ou um chá, os clientes podem interagir com os voluntários que, em simultâneo, os ajudam a fazer as compras.


Estas duas iniciativas representam uma grande inflexão, numa altura em que o retalho investe cada vez mais em tecnologia self service, que permite agilizar as compras e, em simultâneo, reduz a interação com o staff das lojas.

 

Fonte: https://grandeconsumo.com