Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As coisas de que eu gosto! e as outras...

Bem-vind' ao meu espaço! Sou uma colectora de momentos e saberes.

As coisas de que eu gosto! e as outras...

06.10.19

Cascais @ Lendas de Portugal - A boca do inferno

Miluem

Foto: Wikipédia - Autor: Beatriznog10 - CC BY-SA 3.0

 

 

A boca do inferno

 

Informante:

 

Há muitos, muitos anos atrás, talvez séculos, havia um, ao pé do mar, uma zona que nós agora chamamos boca do inferno, e a boca do inferno vem, tem esse nome porque, havia um homem muito feio, muito feio, feiticeiro, usava uma bola de cristal, e que era tão feio, tão feio e tão mau que estava escondido no castelo, entretanto ele quis casar, então consultou a bola de cristal, para descobrir a menina mais bonita de cascais, e foi buscá-la, mandou um cavaleiro rapta-la.

 

Entretanto a menina quando chegou ao castelo ficou tão assustada com o homem que era tão feio, tão horrível, que disse que não queria casar com ele evidentemente.

 

Entretanto ele para a castigar, escondeu-a numa cela do castelo, e escolheu um cavaleiro que nunca tivesse visto a menina e que na altura também não a viu para a guardar.

 

Entretanto passaram-se meses e o cavaleiro teve curiosidade em saber quem lá estava escondido.

 

Foi então que viu uma linda menina e resolveu fugir com ela num cavalo branco.

 

Entretanto o feiticeiro conseguiu ver através da bola de cristal, e com a ira dele rasgou o chão, portanto o chão abriu-se.

 

E daí que chama-se boca do inferno, quem conhece são uns espinhaços grandes no meio do mar, parece mesmo a boca de uma pessoa com dentes podres e daí o nome boca do inferno.

 

    Colector: Há quanto tempo é que ouviu essa história?

    Informante: Já oiço esta história desde miúda.

    Colector: Acreditava nela não é?

    Informante: Sim.

    Colector: E agora?

    Informante: Não [A informante ri]. Acho que não é muito possível, mas não sei.

    Colector: Quem é que lhe contava a lenda?

    Informante: A minha mãe, na escola.

    Colector: Lembra-se onde é que ouviu pela primeira vez?

    Informante: Eu penso que foi talvez os meus pais num dia, talvez num domingo, nós costumávamos ir passear, tenho a impressão que foi nessa altura que me contaram, porque aquilo ouve-se um barulho imenso, assim mesmo agressivo no mar e pronto, só vendo.

    Colector: Quando é que foi a última vez que ouviu?

    Informante: Ah…não sei, é mais fácil saber da primeira vez do que saber da última.

    Colector: Costuma contar a lenda a alguém?

    Informante: Não, por acaso não.

 

 

Fonte Biblio AA. VV., - Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas) Faro, n/a,

Ano: 2007 - Place of collection:-, CASCAIS, LISBOA

Colector: Susana Penela (F)

Informante: Paula Parrinha Lamim (F), 35 y.o., born at - (OEIRAS) LISBOA,

Narrativa – When: XX Century - Crença: Unsure / Uncommitted